quinta-feira, 29 de setembro de 2016

TAG Intergalática

Oi oi galera!
Hoje vim responder mais uma tag para vocês.
Vi essa tag no canal da Pam, mas quem criou foi a Reagan, do Peruse Project e quem traduziu para o Português foi a Nathy, do canal Literaturando. Os três vídeos estarão no final desse post. 
Então vamos às minhas respostas...

1- Espaço: Um livro que se passa em um mundo diferente do nosso.

Como meu gênero literário favorito é Fantasia, tenho muitos livros que se passam em mundos diferentes do nosso.
Mas escolhi um livro que eu li faz pouco tempo, não dava nada por ele (apesar de ter ganhado um prêmio da Tolkien Society) e acabei completamente encantada pela história. É O Clã dos Dragões, do Ilkka Auer. 
Já tem resenha dele aqui no blog, que você pode ler clicando aqui


2- Buraco Negro: Um livro que te sugou completamente.











Não poderia fazer outra escolha nesse item. Li a trilogia Jogos Vorazes em uma semana e, no final, tive a maior ressaca literária da minha vida. Sabe aquele livro que você termina de ler e, apesar de não gostar de dar spoiller, precisa contar para alguém o que leu? A Esperança fez isso comigo. 

3- Velocidade da Luz: Um livro que você está esperando com tanta ansiedade que gostaria de viajar na velocidade da luz para tê-lo.

A resposta para essa pergunta seria Harry Potter e a Criança Amaldiçoada, mas, como o livro sai em outubro, escolhi o segundo livro da série Os Artifícos das Trevas, da Cassandra Clare. Na verdade, todos os livros que ela já prometeu sobre os caçadores de sombras (e a série do Magnus Bane) entram como resposta para esse item.

4- Nebulosa: Uma capa linda.

Amo essa capa de Dragões de Éter: Caçadores de Bruxas, do Raphael Draccon. A história é encantadora também. Recomendo essa trilogia sempre que posso. 
Essa capa foi feita pelo Marc Simonetti, mesmo ilustrador responsável pelas capas da versão brasileira da série As Crônicas de Gelo e Fogo.





5- Multiverso: Uma série que acompanha outra ou spin-off que você ama.










Essa trilogia é spin-off de Os Instrumentos Mortais. Apesar de ter gostodo mais do primeiro livro de Os Artifícios das Trevas (a outra série spin-off de Os Instrumentos Mortais), escolhi As Peças Infernais pois eu já li todos os livros e achei a história muito boa.
A história de As Peças Infernais entra dentro de Os Instrumentos Mortais. E a história de Os Artifícios das Trevas começa a ser contada no último livro da série Os Instrumentos Mortais. 

6- Gravidade: Casal litério favorito que parece que a gravidade puxa um para o outro.

Sabe aquele casal que não deveria estar junto, mas que, contrariando as expectativas de todo mundo, está? Que passa por um monte de obstáculos e nada disso abala o amor deles? Esse casal é Nora e Patch da série Hush,hush, da autora Becca Fitzpatrick. 





7- Big Bang: Um livro que fez você entrar no mundo dos livros de uma vez.

Preciso dizer mais alguma coisa? Depois de ler Harry Potter, minha vida mudou. Pretendo fazer um post algum dia falando mais sobre isso, então vou segurar minha vontade de escrever agora o quanto Harry Potter é maravilhoso.






8- Asteroide: Um livro de crônicas ou uma pequena história que você ama.

Comédias para se Ler na Escola, do Luis Fernando Veríssimo.
Esse livro está entre as coisas mais engraçadas que já li na vida.







9- Galáxia: Um livro com vários pontos de vista.

A Última Música, do Nicholas Sparks.
Apesar de a protagonista ser a Ronnie, a história se passa pelo ponto de vista dela e de outros personagens. 








10- Nave Espacial: Um título de livro que você daria para sua nave espacial.

Adoro o título desse livro. Acho ele sombrio e misterioso.









É isso gente.
Espero que tenham gostado! 
Me conteM nos comentarios quais são as respostas de vocês.
Beijo, tchau!

Videos da tag
Criadora:



Tradutora da tag: 


Vídeo da Pam: 



segunda-feira, 26 de setembro de 2016

1822, Laurentino Gomes

ISBN-13: 9788520924099
ISBN-10: 8520924093
Ano: 2010
Páginas: 352
Editora: Nova Fronteira

Sinopse: Um livro que desvenda os acontecimentos históricos com uma metodologia sem falhar e que se lê com um sorriso nos lábios.
O livro 1822 pretende mostrar que país era este que a corte de D. João deixava para trás ao retornar a Lisboa, em 1821. Vai falar do Grito do Ipiranga, das enormes dificuldades do Primeiro Reinado, da abdicação de D. Pedro, em 1831, sua volta a Portugal para enfrentar o irmão, D. Miguel, que havia usurpado o trono, e a morte em 1834.

O que você sabe sobre Dom Pedro I? Provavelmente sabe que ele Proclamou a Independência do Brasil. Deve saber também que ele foi amante da Marquesa de Santos, Domitila de Castro e Canto. E, por último, deve saber que ele é o pai de Dom Pedro II.
Mas a vida do “herói” da independência está muito longe de se resumir a isso. 
Nas aulas de História aprendemos que a Independência do Brasil foi muito mais do que o Grito do Ipiranga (que foi bem diferente da cena do quadro de Pedro Américo). Para o Brasil se ver livre do domínio de Portugal foram necessárias muitas manobras políticas, guerras, mortes e intrigas. Além de uma indenização de dois milhões de libras esterlinas para que Portugal reconhecesse a independência de sua antiga colônia.
Em 1822, Laurentino Gomes nos mostra como o Brasil se tornou independente, partindo da volta da Família Real para Portugal e indo até a morte de D. Pedro I.  No livro, ficamos conhecendo um pouco mais sobre a Imperatriz Leopoldina, sobre a relação de D. Pedro e sua amante (a Marquesa de Santos), sobre as intrigas e suspeitas que eram levantadas a respeito da Família Real e sobre as pessoas que participaram mesmo que indiretamente, da Independência do Brasil.
A figura central do livro, é claro, é Dom Pedro I. Além de galanteador, nosso primeiro imperador foi maçom, era epilético, considerava Napoleão Bonaparte um herói e foi rei de Portugal com o nome de Pedro IV. 
“ Primeiro Imperador do Brasil e 29º rei de ´Portugal, D. Pedro de Alcântara Francisco Antônio João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon foi um meteoro que cruzou os céus de História numa noite turbulenta. Deixou para trás um rastro de luz que ainda hoje os estudiosos se esforçam para decifrar. Viveu pouco, apenas 35 anos, mas seu enigma permanece nos livros e nas obras populares que inspirou. Raros personagens passaram para a posteridade de forma tão controversa. Ao longo de dois séculos, sua imagem vem sendo moldada, polida ou desfigurada de acordo com as conveniências políticas de cada momento.”  (Larentino Gomes, página 111)
Embora minha leitura tenha sido lenta, achei que a forma como o livro apresenta os fatos é clara e objetiva. O autor usa uma linguagem acessível, o que torna a leitura muito prazerosa. Em 1822 conseguimos compreender um pouco mais os laços que uniram e ainda unem Brasil e Portugal. 
Quem ler o livro, não deixa de me contar nos comentários o que achou.

Se interessou pelo livro? Então clique aqui para comprá-lo.

sábado, 24 de setembro de 2016

Cinco livros para crianças gostarem de ler (Especial Dia das Crianças)

Oi oi galera!
Muitos pais sempre me perguntam qual o melhor livro para seus filhos gostarem de ler. Separei cinco para indicar para vocês. Além disso, são ótimas ideias de presentes para o Dia das Crianças.
Mas gostaria de ressaltar que leitura é hábito e, acima de tudo, um lazer. Então não vale obrigar ninguém a ler! Isso só vai fazer a criança ter cada vez menos interesse pela leitura.
Espero que gostem das minhas dicas.


Quem ler algum livro que eu indicar aqui, me conta nos comentários o que achou.
Beijo,tchau!


quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Lançamentos do mês de Setembro

Oi oi galera!
Esse post era para ter saído na quinta-feira passada, mas eu estava viajando.
Separei os lançaments que achei mais legais para vocês conferirem.
Espero que gostem!

Arqueiro

O Feiticeiro de Terramar (Ciclo Terramar 1),Ursula K. Le Guin


Sinopse: Há quem diga que o feiticeiro mais poderoso de todos os tempos é um homem chamado Gavião. Este livro narra as aventuras de Ged, o menino que um dia se tornará essa lenda.
Ainda pequeno, o pastor órfão de mãe descobriu seus poderes e foi para uma escola de magos. Porém, deslumbrado com tudo o que a magia podia lhe proporcionar, Ged foi logo dominado pelo orgulho e a impaciência e, sem querer, libertou um grande mal, um monstro assustador que o levou a uma cruzada mortal pelos mares solitários.
Publicado originalmente em 1968, O feiticeiro de Terramar se tornou um clássico da literatura de fantasia.

DarkSide® Books

Os Pássaros, Frank Baker

Sinopse: Você conhece o filme. É um dos maiores clássicos de Alfred Hitchcock, de 1963. Nos créditos, consta que a história é baseada no conto “Os Pássaros”, de Daphne du Marier, escritora que o mestre do suspense já havia adaptado antes. Quase trinta anos após seu lançamento, o romance de Frank Baker ganharia repercussão quando o autor ameaçou processar Hitchcock e Daphne Du Maurier. Para deixar essa estranha coincidência com ares de plano macabro: Daphne era prima do antigo editor de Frank Baker, o inglês Peter Davies, e chegou a trabalhar com o parente. 
Pássaros. Milhares, talvez milhões, sobrevoam Londres, de forma aparentemente inexplicável e sem sentido, onde parecem observar os habitantes da capital, que os consideram divertidos, se tanto um pouco estranhos. Enquanto as pessoas ainda tentavam entender o que faziam ali, eles começam a atacar, ferindo e até mesmo matando com tremenda brutalidade e violência. Seriam eles uma força da natureza ou uma manifestação sobrenatural? Ninguém sabe. A única certeza é que o objetivo dos pássaros é a destruição da humanidade e ninguém tem ideia de como impedi-los... 

Amityville, Jay Anson


Sinopse: Em 1975, George e Kathleen Lutz resolveram recomeçar a vida em uma nova residência que compraram por uma pechincha. Vinte e oito dias depois, os cinco membros da família fugiram aterrorizados, deixando a maior parte de seus pertences para trás. Estranhos eventos começaram a acontecer, afetando a vida dos Lutz e indicando que uma presença maligna habitava a casa. Embora tenha sido amplamente divulgada pela mídia, em especial nos jornais e nas revistas da época, muitas vezes de maneira sensacionalista, a história da casa nunca havia sido contada com riqueza de detalhes — até Jay Anson decidir reconstruí-la e transformar seu livro de não-ficção em um dos relatos paranormais mais importantes e conhecidos de todos os tempos. 
Baseado nas experiências sobrenaturais reportadas pelos Lutz durante o mês de dezembro de 1975 e o começo de janeiro de 1976, Amityville é um dos livros mais aguardados pelos leitores da Caveirinha. Por isso mesmo, muito mais do que dar apenas aquela demão de tinta, a DarkSide® Books vai fazer uma reforma completa na casa, apresentando a sombria construção em detalhes, do quarto secreto no porão às verdadeiras manchas nas portas e nas paredes escondidas pelas tintas do tempo — tudo exatamente como aconteceu, com todos as entidades e vozes que habitaram o sótão, o porão e demais cômodos da casa —, em uma edição assustadora e com o cuidado quase sobrenatural da editora mais dark do Brasil. Adaptada várias vezes para o cinema e contando também com diversos spin-offs, a história de Amityville hoje é amplamente conhecida e é considerada um dos mais importantes relatos sobre casas mal-assombradas da cultura popular.

Galera Record

A Caçada (Círculo Secreto 5), Aubrey Clark


Sinopse: Não há como voltar atrás. Para Cassie e seu círculo de bruxas, é difícil imaginar a vida em New Salem ficando pior. Um grupo de caçadores de bruxas poderosas tem como alvo o grupo, determinado a destruí-los um por um. E a meia-irmã de Cassie, Scarlett, não vai descansar até que ela tenha uma mancha no Círculo, mesmo se ela tiver que matar Cassie para obtê-la.
A única esperança do Círculo contra seus inimigos é o livro das Sombras do pai de Cassie, um guia antigo para o mundo da magia negra. Mas Cassie logo descobre que abrir o livro tem consequências graves. Cassie está atraída pelo feitiço sinistro do livro, e ele começa a controlar suas emoções e impulsos, revelando sua relação com Adam como ele assume a sua vida.
Cassie luta contra a escuridão dentro dela, como as ameaças contra o Círculo de crescer. Mas uma vez que o mal é deixado entrar, ela nunca pode escapar.

HarperCollins Brasil

Em nossa próxima vida, Lauren James 


Sinopse: Katherine e Matthew não são um casal comum. Por trás do amor dos dois estão muitas e muitas vidas, repetidas século após século. A cada vez que renascem, a presença deles muda a história para melhor, e embora a paixão entre os dois seja sempre avassaladora, a tragédia também os segue, não importa a época.
Em linhas temporais que vão do século XVIII a um futuro próximo, não tão diferente do nosso presente, Katherine e Matthew sempre se veem sacrificando suas vidas para salvar o mundo. Mas por que eles continuam voltando? Em uma jornada contra o tempo e o destino, Katherine e Matthew precisam desvendar os mistérios que envolvem seu amor antes que seja tarde demais. O que mais eles devem fazer para conseguir viver e amar em paz?
Uma estreia inesquecível, poderosa e épica, Em nossa próxima vida é um romance único, que explora a atemporalidade do primeiro amor utilizando elementos como cartas, diários, recortes de jornal e artigos de internet. A trama, ao mesmo tempo apaixonante e misteriosa, vai cativar os mais diferentes leitores, desde os de romance até os de ficção científica e história.

Intrínseca

Legado (Silo 3), Hugh Howey

Sinopse: A batalha pelo Silo já foi vencida. A guerra pela humanidade só está começando. É um tempo em que, para sobreviver, os humanos precisam se manter em cidades subterrâneas, aprisionados, sem ligação com o mundo lá fora. Esse é o universo de Silo, a série de ficção científica e fantasia escrita por Hugh Howey. 
Juliette, uma operária nascida nos subterrâneos, é a heroína da trama apocalíptica. Em Legado, ela se torna prefeita do Silo 18, que está se recuperando de uma rebelião. Seu governo encontra grande resistência por causa da controversa escavação para resgatar os supostos sobreviventes do Silo 17, uma empreitada vista com desconfiança que está espalhando o medo entre os moradores do Silo 18.
Como se isso não fosse um desafio grande o bastante, Juliette também recebe transmissões de Donald, a voz que alega ser líder do Silo 1 e está disposta a ajudar — mas também é capaz de fazer ameaças horríveis. Talvez Donald não seja o monstro que Juliette vê. Quem sabe ele não é a peça-chave para a salvação de toda a espécie humana? Mas será que ainda há tempo? 
No último volume da série Silo, as escolhas de Donald e Juliette podem mudar o mundo… ou extingui-lo de vez.

Contos peculiares, Ransom Riggs

Sinopse: O livro com as histórias que os jovens peculiares escutam sua protetora contar e recontar.
Um menino que vira gafanhoto e foge com um grupo de gansos; uma princesa com língua de cobra à procura de um príncipe com quem se casar; canibais ricos que comem braços e pernas de peculiares que têm o dom de se regenerar são alguns dos personagens dessas narrativas que há séculos povoam o imaginário dos peculiares, oferecendo não apenas valiosas lições, mas também pistas para informações secretas, como a localização exata de certas fendas temporais, por exemplo. Compilado por Millard Nullings, o menino invisível acolhido no lar da srta. Peregrine, o livro inclui surpreendentes comentários e notas, além de um desfecho alternativo para a tocante história do gigante Cuthbert, já conhecida dos leitores da série.
Inusitado, surpreendente e divertido, Contos peculiares é ao mesmo tempo um delicioso complemento e uma porta de entrada para o rico universo criado por Ransom Riggs; um verdadeiro presente para quem não resiste à magia das boas histórias.

Nova Fronteira

Primeiras estórias (Edição comemorativa 2016), João Guimarães Rosa

Sinopse: Estas Primeiras estórias percorrem múltiplos temas, apresentando diversas situações, problemas e soluções, em vários tipos de conto: o fantástico, o psicológico, o autobiográfico, o anedótico, o satírico. Apesar dessa extrema diferenciação, as “estórias” reunidas por Guimarães Rosa nesse seu livro de estreia nas narrativas curtas apresentam uma unidade, desenrolando-se em sua grande maioria numa região não especificada, mas reconhecível como a das obras anteriores, embora o seu cenário seja apenas esboçado. Um mundo Guimarães Rosa, de geografia e linguagem mais expressivas que discursivas, em que a leitura se torna um caminhar por inesperadas terceiras margens.


Planeta

A Torre Negra e outras histórias, C. S. Lewis

Sinopse: Continuação memorável das fantasias de C. S. Lewis, estas seis histórias revelam mais uma vez o poder e a visão deste importante contador de histórias, um dos nomes centrais da literatura de fantasia universal. A Torre Negra é um esboço de um quarto volume que daria continuidade à aclamada série de ficção científica de Lewis conhecida como Trilogia cósmica. Uma história cativante que continua as aventuras de personagens como Dr. Elwin Ransom e MacPhee. Na trama, cinco homens se reúnem no escritório de Orfeu, na Universidade de Cambridge, para testemunhar a violação do espaço-tempo por meio do cronoscópio, um telescópio que não olha apenas para um outro mundo, mas para outras dimensões. Ao longo das narrativas, seus personagens travam debates brilhantes sobre a matéria, no tempo e no espaço. Para os fãs de Crônicas de Nárnia e da Trilogia cósmica, este é um livro imprescindível.

Plataforma21

O crime do vencedor (Trilogia do vencedor 2), Marie Rutkoski

Sinopse: Existe a tentação e existe a coisa certa a se fazer. E está cada vez mais difícil para Kestrel fazer a melhor escolha.
Um noivado imperial significa uma celebração após a outra: cafés da manhã com cortesãos e dignatários influentes, bailes, fogos de artifício e festas até o amanhecer. Para Kestrel, porém, significa viver numa gaiola forjada por ela mesma. Com a aproximação do casamento, ela deseja confessar a Arin, seu ex-escravo e atual governador de Harren: só aceitou se casar com o príncipe herdeiro do império em troca da liberdade dele, Arin. Mas será que Kestrel pode confiar nele? Ou, pior: será que pode confiar em si mesma?
No jogo do poder, Kestrel está se tornando perita em blefes. Age como uma espiã na corte. Se for pega, será desmascarada como traidora de seu próprio império. Ainda assim, ela não consegue deixar de buscar uma forma de mudar seu terrível mundo... e está muito perto de descobrir um segredo tenebroso.
Nesta sequência fascinante e devastadora de A maldição do vencedor, Marie Rutkoski desvela o alto custo de mentiras perigosas e alianças pouco confiáveis. A revelação da verdade é iminente e, quando finalmente vier à tona, Kestrel e Arin vão descobrir o preço exato de seus crimes.

Rocco 

Winter (Crônicas Lunares 4), Marissa Meyer

Sinopse: Bestseller do The New York Times, a série Crônicas Lunares conquistou os leitores com sua releitura high-tech de contos de fadas tradicionais. Depois de Cinder, Scarlet e Cress, inspirados, respectivamente, nas histórias de Cinderela, Chapeuzinho Vermelho e Rapunzel, Marissa Meyer entrega a eles o último capítulo da série, em que reconta a história de Branca de Neve com tintas distópicas. Na trama, a princesa Winter vive subjugada por sua madrasta, Levana, que inveja sua beleza e não aprova os sentimentos da jovem pelo amigo de infância e belo guarda real Jacin. Mas Winter não é tão frágil quanto parece, e, junto com a ciborgue Cinder e seus aliados, a jovem princesa é capaz de ini¬ciar uma revolução e vencer uma guerra que já está em andamento há muito tempo. Será que Cinder, Scarlet, Cress e Winter podem derrotar Levana e encontrar seus finais felizes?

Contato para parcerias: comercial.umlivroeso@gmail.com


terça-feira, 20 de setembro de 2016

Anjos e Demônios, Dan Brown

ISBN-13: 9788575421468
ISBN-10: 8575421468
Ano: 2004
Páginas: 480
Editora: Arqueiro

Sinopse: Às vésperas do conclave que vai eleger o novo Papa, Robert Langdon é chamado às pressas para analisar um misterioso símbolo marcado a fogo no peito de um físico assassinado em um grande centro de pesquisas na Suíça. Ele descobre indícios de algo inimaginável: a assinatura macabra no corpo da vítima - um ambigrama que pode ser lido tanto de cabeça para cima quanto de cabeça para baixo - é dos Illuminati, uma poderosa fraternidade considerada extinta há quatrocentos anos. A antiga sociedade ressurgiu disposta a levar a cabo a lendária vingança contra a Igreja Católica, seu inimigo mais odiado. De posse de uma nova arma devastadora, roubada do centro de pesquisas, ela ameaça explodir a Cidade do Vaticano e matar os quatro cardeais mais cotados para a sucessão papal. Correndo contra o tempo, Langdon voa para Roma junto com Vittoria Vetra, uma bela cientista italiana. Numa caçada frenética por criptas, igrejas e catedrais, os dois desvendam enigmas e seguem uma trilha que pode levar ao covil dos Illuminati - um refúgio secreto onde está a única esperança de salvação da Igreja.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a primeira aventura de Robert Langdon não foi O Código Da Vinci e sim Anjos e Demônios. 
O renomado simbologista Robert Langdon acorda no meio da madrugada com uma ligação da Suiça. Do outro lado da linha está o diretor do Conseil Européen pour la Recherche Nucléaire (CERN), Maximilian Kohler que, tendo conhecimento da fama de Robert Langdon, espera que ele desvende o assassinato do físico Leonardo Vetra. E agora você deve estar se perguntando: Como um professor de Harvard pode desvendar um crime? Ele deveria ligar para a polícia!
Leonardo Vetra é um físico do CERN que estava desenvolvendo uma pesquisa ultra-secreta junto com sua filha, Vittoria Vetra. O assassino não apenas roubou um elemento importante dessa pesquisa, como também marcou o corpo de Leonardo com um símbolo da sociedade Illuminati (que, supostamente, estava extinta). 
É ai que a história passa a ser contada no Vaticano, o maior inimigo dos Illuminati. O conclave que elegerá o novo Papa está para começar e, aproveitando que o mundo todo está acompanhando esse momento, a antiga sociedade se infiltra dentro do Vaticano e ameaça destruí-lo. Começa uma corrida contra o tempo para encontrar os culpados e acabar com a crise antes da meia noite, hora em que os Illuminati ameaçam acabar com o menor país do mundo. 
O autor desvia nossa atenção dos verdadeiros culpados o tempo todo. A cada página, somos levados a desconfiar de um personagem diferente, o que torna a leitura cada vez mais instigante e a revelação final surpreendente. A gente desconfia do verdadeiro culpado em alguns momentos da história, mas a estratégia do autor de desviar nossa atenção funciona muito bem.
Adorei o livro, mas achei um fato em especial (envolvendo um helicóptero) muito exagerado. Desconsiderando isso, o livro é muito bem explicado e as conexões de uma pista para outra são muito bem feitas. 
Quem ler e quem já leu, me conta nos comentários o que achou.

Se interessou pelo livro? Então clique aqui para comprá-lo.

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

The Kiss of Deception (As Crônicas de Amor e Ódio 1), Mary E. Pearson

ISBN-13: 9788566636864
ISBN-10: 8566636864
Ano: 2016
Páginas: 406
Editora: DarkSide Books

Sinopse: Tudo parecia perfeito, um verdadeiro conto de fadas menos para a protagonista dessa história. Morrighan é um reino imerso em tradições, histórias e deveres, e a Primeira Filha da Casa Real, uma garota de 17 anos chamada Lia, decidiu fugir de um casamento arranjado que supostamente selaria a paz entre dois reinos através de uma aliança política. O jovem príncipe escolhido se vê então obrigado a atravessar o continente para encontrá-la a qualquer custo. Mas essa se torna também a missão de um temido assassino. Quem a encontrará primeiro? 

O livro conta a história de Lia, a princesa do Reino de Morrighan. Assim como sua mãe, ela é uma Primeira Filha. Na cultura desse reino, as primeiras filhas possuem um dom que é uma espécie de premonição. Como princesa e Primeira Filha do Reino de Morrighan, Lia foi prometida ao príncipe de Dalbreck. Esse casamento irá promover a paz entre os dois reinos e fortalecer a ambos contra os bárbaros do Reino de Venda.
Só que Lia não está nem um pouco satisfeita de se casar com um homem que ela não conhece. No dia do casamento ela toma uma decisão que ninguém esperava...
Ela foge.
Lia e sua dama de companhia, Pauline, vão para a cidade de Terravin. Tudo que Lia quer é esquecer seu passado real, ter uma vida normal e se apaixonar. Ela começa trabalhar numa estalagem e dois hóspedes novos chamam sua atenção. O que ela não sabe é que um deles é o príncipe com o qual deveria se casar e o outro um assassino enviado pelo Reino de Venda para matá-la. Sem nem desconfiar quem eles são, Lia se aproxima dos dois e começa a se envolver com eles (para descobrir qual do dois ela escolhe, se é que há um escolhido, vocês vão ter que ler o livro). O ponto alto do livro é que não conseguimos descobrir qual dos dois é o príncipe e qual é o assassino até que a informação seja revelada. Eu fui completamente enganada! Quem eu achei que era o príncipe era, na verdade, o assassino.
Quando Lia começa a acreditar que os problemas da corte finalmente ficaram para trás, ela recebe a visita inesperada de alguém que ela gosta muito e descobre que o reino não está tão bem quanto parece. O que acontece a partir daí vocês vão ter que descobrir sozinhos.
Esqueça as histórias com princesas indefesas! Lia é uma mulher forte que não permite que convenções sociais a impeçam de dizer o que pensa. Isso, é claro, gerou algumas inimizades na corte. 
O livro é um romance que possui elementos de fantasia e com certeza vai agradar fãs dos dois gêneros. A história é muito dinâmica, a cada página descobrimos coisas novas. A narrativa de Mary E. Pearson é uma mistura perfeita de personagens muito bem construídos, romance, aventura e fantasia. The Kiss of Deception vai te deixar com uma leve ressaca literária que logo será substituída por ansiedade para ler a continuação. Com certeza é um dos melhores livros que eu li em 2016.
Quem leu, me conta nos comentários o que achou.
Quem não leu, compre logo o seu exemplar. Além de o livro ser muito bom, a edição da Dark Side é fantástica! 

Se interessou pelo livro? Então clique aqui para comprá-lo. Comprando livros (qualquer livro) utilizando os links que eu deixo no final das resenhas, você ajuda a financiar o blog com uma parcela da sua compra.

sábado, 10 de setembro de 2016

Unboxing - Box Crônicas Saxônicas, Bernard Cornwell

Oi oi galera!
O vídeo desse sábado é mais um unboxing.
Espero que gostem!


Se inscrevam no canal (clicando aqui) para não perder nada que posto por lá. 
Sigam o blog em todas as nossas redes sociais (clicando no nome de cada uma) para não perder nenhuma novidade que posto por lá: InstagramTwitterSkoob e Google +.
Lembrando que quando o blog passar de 1.000 seguidores no Google Friend Connect, vai ter sorteio.

Contato para parcerias: comercial.umlivroeso@gmail.com


quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Sessão Pipoca

Star Trek: Sem Fronteiras


Capitão Kirk, Spock e o restante da tripulação da U.S.S Entreprise já estão a três anos no espaço em uma missão de cinco anos para encontrar e fazer contato com mundos não conhecidos. Quando fazem um pouso de rotina, recebem um pedido de socorro de uma tripulação que foi presa em algum lugar do espaço não mapeado. É ai que a tripulação da Entrerprise descobre que quem está por trás disso é o vilão Krall. O objetivo dele é acabar com a paz que a Federação lutou tanto para conquistar.

O filme segue a mesma linha dos dois anteriores sem deixar nenhum ponto solto. As cenas de ação são ainda melhores que as dos outros filmes. 
Um ponto bacana é que cosneguimos ter mais contato com outros personagens (Chekov, Magro, Sulu e Scotty) que a gente já adorava mas que os outros filmes não exploraram tanto. Pena que essa será a última aparição do Chekov, já que o seu intérprete, Anton Yelchin, faleceu em um acidente de carro muito bizarro em junho desse ano. Vai deixar saudade!
Outra ausência é a de Leonard Nimoy (o Spock da Série Original e Embaixador Spock nos filmes), que falceu ano passado. O filme tem várias homenagens a ele e à série original o que vai agradar aos fãs mais antigos da série e deixar os mais jovens com vontade de assitir a série de tv. 
Não vou falar mais nada sobre a história do filme para não estragar a surpresa. Só digo uma coisa: Se você ainda não assistiu, corra agora para o cinema mais próximo! Dos três filme dessa nova franquia, Sem Fronteiras é o melhor!


Porque assisti esse filme: Amo Star Trek!
Diretor: Justin Lin
Gênero: Ação, Aventura, Ficção-científica
Duração: 122 min.
Distribuidor: Paramount Pictures 
Classificação indicativa: 12 anos
Correspondeu as minhas expectativas?  Lógico! É o melhor filme dessa nova franquia.
Uma cena: A batalhe entre a Enterprise e as naves do Krall no início do filme.
Recomendo o filme: Muito!
Dicas para quem for assitir: 
- Assista com alguém que já tena visto os filmes ou as séries de tv. Star Trek tem algumas coisas muito complexas para quem nunca viu. 
- Fique até depois dos créditos. A cena pós créditos foi subistituida por uma homenagem para Leonard Nimoy e Anton Yelchin.
- Depois que assitr, escute a trilha sonora do filme. Sempre vale a pena!

"Vida longa e próspera."

Leonard Nimoy
Anton Yelchin

"O espaço, a fronteira final... Estas são as viagens da nave estelar Enterprise, em sua missão de cinco anos para explorar novos mundos, pesquisar novas vidas, novas civilizações, audaciosamente indo, onde nenhum homem jamais esteve."

E vocês,  já assitiram?
Gostaram do filme?
Me contem nos comentários o que acharam.

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

O Andarilho (A Busca do Graal 2), Bernard Cornwell

Antes e ler essa resenha, leia a do primeiro volume da trilogia A Busca do Graal (O Arqueiro) clicando aqui.

SBN-13: 9788501066770
ISBN-10: 850106677X
Ano: 2015
Páginas: 462
Editora: Record

Sinopse: Thomas de Hookton, hábil e corajoso arqueiro inglês, deixa as fileiras do exército e parte em uma missão que o leva em viagens entre a Escócia e a França. O jovem segue a trilha do mítico Santo Graal, com a bênção da coroa britânica, e em seu caminho enfrenta inúmeros vilões e aventuras. Perigos e adversários que o conduzem a outra busca: A de suas verdadeiras origens, ligadas a uma misteriosa família nobre que, por séculos, teria sido a guardiã da mais sagrada das relíquias cristãs, mas que tinha caído nas desgraça da heresia.


Nesse segundo volume da trilogia A Busca do Graal, Bernard Cornwell, nos leva para viagens entre a Escócia e a França. Thomas deixa o exército inglês e parte, junto com Eleanor e o padre Hobbe, em busca do Santo Graal. Seguindo, as pistas que podem levar ao lendário objeto, Thomas descobre que não é o único procurando a relíquia e que essa busca pode lhe trazer inimigos mais perigosos do que ele imaginava. 
O livro já começa com muita ação, quando a Escócia, que é aliada da França, decide invadir a Inglaterra por acreditar que teriam uma vitória fácil já que o exército inglês estava todo no norte da França. Se a Escócia vence ou não vocês vão ter que ler o livro para descobrir. A única coisa que posso dizer é que o livro é cheio de eventos surpreendentes, o que não necessariamente é uma coisa boa dependendo do lado para o qual você está torcendo. 


Batalha da Cruz de Neville, 1346. Miniatura do manuscrito Gruuthuse.
Fonte: Wikipédia

Mais uma vez a Guerra dos Cem Anos é o pano de fundo para a narrativa só que, dessa vez, outros fatos históricos do período também são desenvolvidos, como o sistema feudal e a inquisição católica. Se você não tem muito conhecimento sobre esses assuntos e quer complementar os dados que o livro apresenta, recomendo que faça uma pesquisa rápida na internet ou em algum livro de História. 
O livro descreve de forma primorosa as técnicas e os recursos utilizados na guerra. Conseguimos compreender melhor a importância que o arco longo teve para o exército inglês. Essa arma torna o exército inglês praticamente invencível e só foi possível combatê-la quando as armas de fogo começaram a ser usadas no campo de batalha.
Em O Andarilho, Bernard Cornwell nos presenteia, mais uma vez, com sua incrível capacidade de misturar ficção e fatos históricos.

Se interessou pelo livro? Então clique aqui para comprá-lo ou aqui para comprar a trilogia A Busca do Graal


sábado, 3 de setembro de 2016

Leituras de Agosto

Oi oi galera!
No vídeo de hoje eu contei para vocês o que li em agosto.
Tem muita coisa legal!


O que vocês leram em agosto? 

E-mail para parcerias: comercial.umlivroeso@gmail.com

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Cinco razões para você assistir Supermax

Antes de começar a falar da série, gostaria de deixar claro que esse post não é publieditorial. 

Imaginem a seguinte situação: você é fã de um escritor ai está procurando no site dele quando o próximo livro será lançado e descobre que ele vai ser um dos roteiristas de uma série. Isso, por si só, não é suficiente para você querer assistir (ainda mais se você for como eu que abando quase todas as séries), ai você procura mais informações e desobre que a série parece ser de terror, um dos seus gêneros preferidos. 
Foi exatamente isso que aconteceu comigo quando eu terminei de ler Cemitérios de Dragões do Raphael Draccon e corri para o site dele para saber quando a continuação seria lançada e decobri que ele era um dos roteiristas de Supermax. Estou a muito tempo esperando a série ser lançada. Só espero que ela atenda às minhas expectativas.

Fonte: Globo/Estevam Avellar
Na série, sete homens e cinco mulheres são selecionados para participar de um reality show no qual deverão ficar três meses confinados em uma prisão localizada na Floresta Amazônica. Um detalhe que parece ser muito importante para a história é que todos eles já cometeram um crime. Quando o programa vai ao ar, a história de cada participante é apresentada, o que gera uma desconfiança entre o grupo.  
Assim como em reality shows como o Big Brother, por exemplo, os participantes são submetidos a uma prova de liderança. Só que no caso de Supermax, essa prova parece ser muito mais difícil do que as provas do BBB. 
Pelo que da para ver no trailer, em determinado momento da história coisas estranhas começam a acontecer. Não sei porque, mas acho (e isso é somente um palpite) que os participantes vão morrer e o vencedor vai ser o que permanecer vivo.


Razões para assisitr:
1. A série mistura elementos de terror, ação, suspense e drama.
2. Os efeitos especiais da série parecem não deixar nada a desejar às grandes produções estrangeiras.
3. Posso estar enganada, mas é a primeria vez que vemos uma produção brasielira com essa proposta.
4. Os escritores Raphael Draccon e Rapahel Montes fazem parte da equipe de roteiristas junto com Juliana Rojas, Bráulio Mantovani e Carolina Kotscho.
5. Além deles, a série criada por José Alvarenga Jr., Marçal Aquino e Fernando Bonassi, terá direção do cineasta José Eduardo Belmonte.

A série estréia esse mês. Só espero que tenha mais de uma temporada.
Quem ai está animado para a série como eu?

E-mail para parcerias e assuntos comerciais: comercial.umlivroeso@gmail.com